A história do Aeroclube de Juiz de Fora deve ter começado igual a muitas outras. Alguém teve a idéia e outros a apoiaram. Assim começaram as histórias de muitos clubes.A fase inicial da instalação do Aeroclube de Juiz de Fora, como não podia deixar de ser, teve uma reunião preparatória entre os interessados, realizada no dia 26 de fevereiro de 1938, nos salões do Clube Juiz de Fora.Assim que foi executada a tarefa, em edital publicado no Diário Mercantil, convocou-se para o dia 5 de março de 1938, a Assembléia Geral de constituição definitiva do Aeroclube de Juiz de Fora. Ainda nos salões do Clube Juiz de Fora, a Assembléia aprovou o Estatuto, dando vida jurídica assim ao novo clube.
O Aeroclube de Juiz de Fora entrou na fase de organização esportiva - a finalidade precípua de sua futura existência. O tempo foi passando, até que no dia 5 de maio de 1940 chega a sua primeira aeronave - um Porterfield Americano, o PP-GAN, cedido pela Aeronautica Civil (ainda não existia o Ministério). Recebido com festas, o pequeno teco-teco veio dar novo ânimo aos abnegados dirigentes, atraindo para suas fileiras mais adeptos. O PP-GAN voou até 1968 e por seu pioneirismo foi doado ao Museu Mariano Procópio.Com os primeiros passos dados, o Aeroclube de Juiz de Fora, daí em diante, cresceu de forma extraordinária, ficando sempre entre os aeroclubes vanguardeiros do país. Para chegar a tal ponto, houve exaustivos sacrifícios de diretorias, que até hoje ainda lutam para manter bem acesa a chama dos pioneiros


Aeroclube de Juiz de Fora - Benfica